Programa de educação ambiental

Surge para contextualizar as questões ambientais das pequenas decisões cotidianas à arena das grandes decisões sociais e políticas. Este modelo inspira-se na busca pela formação de sujeitos sociais emancipados — donos de sua própria história e responsáveis pelos destinos de seu planeta — preparados para criarem e viverem espaços democráticos, que buscam compreender e intervir nas relações entre sociedade e natureza como sujeitos ecológicos.

Educação ambiental em diálogos

Quando temos a oportunidade de trocar, ampliar e articular diferentes saberes sobre Educação Ambiental e de contextualizar seus temas tradicionais sob uma nova perspectiva.

Palestras

Ocorrem em contextos mais breves, visando sensibilizar, apresentar conceitos e compartilhar conteúdos sobre as temáticas afins do Instituto Estre, como consumo, a gestão e gerenciamento de resíduos e práticas de Educação Ambiental. A linguagem e a perspectiva variam de acordo com o palestrante e público trabalhado. 

Duração: de 1h a 2h.

Para quem: empresas privadas, funcionalismo público, cursos técnicos, universidades, etc.

Formações

De forma dinâmica e engajadora, as Formações, além de proporem o aprofundamento de temas como consumo e geração de resíduos, resgatam a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade da Educação Ambiental, visando o aprofundamento, a qualificação do debate e a ampliação do repertório, estimulando o engajamento e a continuidade da reflexão-ação em seus territórios de atuação.

Duração: de 4h, 8h ou 12h.

Para quem: grupos de educadores formais ou não-formais

Reconhecendo nós

Projeto que estabelece relações entre educação ambiental, saneamento básico, políticas públicas e cidadania a partir do tema gerador pobreza menstrual. Acontece através de oficinas e da distribuição de materiais informativos e itens de higiene pessoal a fim de ampliar o debate e apoiar ações coletivas territoriais ligadas ao tema.

Duração: 3h a 4h

Para quem: profissionais de espaços educadores/as, alunas e alunos do Ensino Médio

Eventos

A participação em eventos públicos e privados como feiras, exposições, congressos, convenções, etc, visa instigar a curiosidade e chamar atenção para as questões socioambientais a partir dos temas-chave consumo, geração e gestão de resíduos, saneamento básico, políticas públicas, cultura e cidadania.

Tem como característica o alcance a público grande e diverso, a partir da distribuição de materiais informativos, da exposição de painéis, oficinas e outros recursos pedagógicos e interativos.

Duração: as interações com o público duram de 5 min a 1h em eventos que variam de meio período, um dia ou conforme a programação da parceria.

Para quem: conforme programação

Práticas de educação ambiental

Quando reflexões e práticas de Educação Ambiental se entrelaçam para a mão na massa, buscando contribuir na sensibilização e formação de sujeitos críticos e autônomos, capazes de se envolver, compreender e atuar de maneira cidadã em suas comunidades.

Cadê o lixo que estava aqui?

O projeto consiste em um conjunto de oficinas pedagógicas realizadas pelas educadoras ambientais do Instituto Estre que colocam como norte, de forma curiosa e investigativa, a pergunta “Cadê o Lixo que Estava Aqui?”. Isso significa que ao invés de “esquecermos” do lixo (resíduo) que colocamos da porta para fora, vamos perguntar de onde ele veio – ou seja, reconhecer o consumo como a origem do processo de descarte. Conhecendo as diversas possibilidades existentes de descarte e seus impactos na natureza e na vida das pessoas, o projeto também permite refletir sobre o papel que nos cabe individual e coletivamente na teia da responsabilidade compartilhada. Além de diferentes recursos lúdicos e interativos, pode acompanhar, a depender do interesse e disponibilidade da turma, a visita a um dos Centros de Gerenciamento de Resíduos da Estre Ambiental em Guatapará/SP, Jardinópolis/SP, Piratininga/SP, Fazenda Rio Grande/PR ou Sarandi/PR. 

Duração: de 40min a 3h, a depender da disponibilidade da turma

Para quem: professores e estudantes da Educação Básica e espaços educadores não formais

Contação de histórias

Metodologia potente e completa para a comunicação e aprendizagem, interagindo com o público por meio da arte e ludicidade e possibilitando outras formas de vivenciar a Educação Ambiental e seus valores, como ética, cuidado e cidadania. Para isso, o projeto visa a contratação de artistas locais e a ocupação de espaços públicos da cidade.

Duração: 45min a 1h

Para quem: atuação simultânea com diversos e grandes públicos.

Visitas mediadas

As atividades de estudo do meio, mediadas pelas educadoras ambientais do Instituto Estre, acontecem nos Centros de Gerenciamento de Resíduos da Estre Ambiental, podendo ser realizadas em Guatapará/SP, Jardinópolis/SP, Piratininga/SP, Fazenda Rio Grande/PR ou Sarandi/PR. 

Contemplam:

  • Relação entre consumo, geração de resíduos e sustentabilidade;
  • Importância da educação ambiental para a prevenção de resíduos;
  • Princípio da responsabilidade compartilhada;
  • Gestão de resíduos sólidos e saneamento básico;
  • Desafios socioambientais da gestão de resíduos no Brasil;
  • Aspectos técnicos das disposições finais ambientalmente adequadas;
  • Novas tecnologias para valorização dos resíduos sólidos.

Duração: de 1h30 a 3h

Para quem: são direcionadas a estudantes do novo ensino médio profissional, superior, cursos profissionalizantes e demais grupos interessados.

IE Composta

As oficinas de compostagem têm o propósito de ensinar a produzir e manejar as composteiras, visando não só o consumo individual, mas a multiplicação da técnica pelos próprios participantes em suas comunidades. 

Enriquecendo as práticas em Educação Ambiental, contribui na valorização dos resíduos orgânicos, na redução dos resíduos destinados aos aterros sanitários, além de trazer temas como o princípio da responsabilidade compartilhada, o combate ao desperdício de alimentos, alimentação saudável, segurança alimentar e permitir o envolvimento direto com os ciclos naturais da terra.

Duração: 3h a 4h

Para quem: grupos comunitários, educadores/as, etc.

Engajamento com comunidades

Quando a Educação Ambiental é a forma de diálogo e articulação com as comunidades às quais pertencemos, permitindo o engajamento do Instituto Estre com os territórios onde estão os diferentes empreendimentos da Estre Ambiental. 

Encontros e reuniões

Os encontros, reuniões e visitas fazem parte da agenda de atividades do Instituto Estre e se caracterizam como importantes momentos de disseminação da causa da organização e de escuta das comunidades e dos territórios.

Duração: de 30 min a 4 horas

Para quem: representantes de instituições, incluindo empresas, institutos, fundações, poder público, comunidades e suas lideranças. 

Boletim Instituto Estre

Ferramenta de comunicação social criada para fins de compartilhamento de informações com as comunidades, trazendo conteúdos sobre geração e valorização de resíduos, notas e informes sobre as atividades do Instituto Estre e da Estre Ambiental no território, além de jogos pedagógicos e dicas para a comunidade local. 

Periodicidade: trimestral

Para quem: munícipes dos bairros localizados ao entorno do Centro de Educação Ambiental do Instituto Estre e Centro de Gerenciamentos de Resíduos da Estre Ambiental de Fazenda Rio Grande/PR

Iniciativas locais

Enquanto um agente facilitador, as iniciativas locais têm o intuito de contribuir para autonomia e o protagonismo social das comunidades e suas lideranças, sua cultura, meio ambiente e desenvolvimento territorial, econômico e social. Caracteriza-se pela parceria de médio e longo prazo do Instituto Estre com alguma iniciativa que está inserida nos seus territórios de atuação, e se interessa pelo mapeamento dos potenciais, elaboração conjunta de estratégias e incentivos destes projetos. Cada ação, portanto, possui atributos singulares para cada iniciativa.

Ações comunitárias

O apoio às iniciativas assistenciais, educativas e de inclusão social vêm para fortalecer os projetos e ações comunitárias já existentes nos municípios de atuação do Instituto Estre. Fortalecendo, ao fazer junto, essas ações, contribuímos com o desenvolvimento e o bem-estar das comunidades e territórios. As ações comunitárias têm caráter pontual e celebrativo, na doação de insumos e/ou organização de festas, encontros e eventos cuja demanda emerge do encontro com a própria comunidade.